Sexta, 23 de Agosto de 2019
(67) 9 8139-0667

publicidade
 
27/04/2019 - 14:50
Executado a tiros na fronteira seria agiota e foi morto durante cobrança de dívida
Foi morto com três tiros

João Carlos Soares Pinto da Silva, de 29 anos, executado com três tiros, na noite desta sexta-feira (26) em Pedro Juan Caballero, no Paraguai, é suspeito de ser agiota e teria sido assassinado durante uma cobrança de dívida.

O crime aconteceu quando João – que também alugava quitinetes – teria discutido com um homem de quem havia ido fazer uma cobrança. Seis disparos foram feitos, mas apenas três acertaram João. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu no hospital.

Na mesma noite, um adolescente de 15 anos também foi executado por dois rapazes, que acabaram presos em seguida ao crime. Ceferiano Sanches Fretes de 25 anos e Freddy Cesar Ortiz Gonzales de 23 anos foram levados para a delegacia acusados do assassinato. Ceferiano seria o autor do disparo que matou o garoto.

(Colaborou Léo Veras/ Ponta Porã)

Deixe seu Comentário
publicidade
Facebook

facebook googleplus pinterest twitter